A difícil tarefa de trocar o bebê em locais públicos

A difícil tarefa de trocar o bebê em locais públicos />

13/04/2019

Fralda, Papais

Imagine a cena: você, papai, dá uma folga para a mamãe, e sai passear com seu filho no shopping, por exemplo. Depois de um tempo você percebe que precisa trocar a fralda dele. Vai até o banheiro e, bingo! O trocador fica no banheiro feminino.

Essa cena é muito mais comum do que você imagina. A gente sabe que historicamente coube à mulher a tarefa de cuidar dos filhos (e inclui aí trocar os bebês). Mas de um tempo para cá o papel do pai deixou de “ajudar” nas tarefas com os filhos. Os pais passaram a participar e compartilhar os cuidados com as crianças.

Porém, muitos locais não perceberam ou não quiseram perceber essa mudança de comportamento, outros, porém, já passaram a se adequar. Atualmente não é mais totalmente estranho estabelecimentos, como shoppings, terem espaços família, para que tanto as mães quanto os pais possam cuidar dos filhos sem qualquer constrangimento.

Mas ainda é um caminho longo a ser percorrido. Nesse sentido, muitas cidades passaram a criar lei obrigando os locais públicos a disponibilizarem trocadores nos banheiros masculinos. Ou locais adequados para qualquer pessoa utilizar para os cuidados infantis.

São Paulo é uma das cidades onde a lei já está valendo. Depois de advertidos, os estabelecimentos têm 30 dias para cumprir, sob pena de multa no valor de R$ 10 mil. Em caso de reincidência, a multa será aplicada com valor dobrado.

E, então, papai. Agora não tem mais desculpas né?